DIREITOS DE DEVOLUÇÃO

 

A nossa Política de Devolução é:

Verifique cuidadosamente todos os artigos e na eventualidade de faltas ou danos, envie-nos a sua reclamação por escrito para o nosso email ou endereço postal. Todas as reclamações devem ser acompanhadas de prova fotográfica e nota explicativa do problema.

Todos os nossos produtos foram produzidos segundo um critério rigoroso de qualidade. No entanto, se não ficar satisfeito(a) tem 14 dias para devolver o produto (Aplica-se a Nova Diretiva sobre direitos dos consumidores na UE, em vigor desde o dia 13 de junho de 2014. disponível para consulta no final deste documento*).

Garantimos o reembolso total do seu dinheiro, excepto se tiverem sido quebrados os selos ou existirem sinais de utilização, nomeadamente dos equipamentos, geles e líquidos e existirem danos no mesmo produto alheios aos nossos serviços, sendo que o prazo legal estipulado para o reembolso está fixado em 30 dias.

Não serão substituídos artigos que tenham sido danificados por utilização indevida, descuido ou negligência ou a não observação das recomendações do fornecedor.

Dispõe de 14 dias para devolver a sua encomenda e receber o reembolso total, desde que não se verifique qualquer marca de utilização, sendo que os portes da devolução e de um eventual envio de produtos de substituição ficam a cargo do cliente. 

Não são susceptíveis de devolução artigos digitais, nomeadamente Manuais remetidos por email.

***Note que não serão trocados artigos com embalagem aberta, salvo se considerados defeituosos após utilização.

 

* A nossa Política de Devolução está de acordo com a nova Normativa Europeia dos Direitos do Consumidor:

O efeito prático da nova diretiva sobre direitos dos consumidores na UE, em vigor desde o dia 13 de junho de 2014, traduz-se na aplicação de direitos iguais para todos os consumidores quando adquirirem bens ou serviços no espaço da UE. Por exemplo, o direito a devolver os produtos não desejados no prazo de 14 dias; o direito a obter a reparação ou substituição dos produtos defeituosos; o direito a receber informação leal e transparente sobre os produtos adquiridos; o direito a obter encaminhamento adequado para a entidade competente em caso de reclamação. Em Portugal, a diretiva encontra-se transposta pelo Decreto-Lei n.º 24/2014, de 14 de fevereiro, que rege os contratos celebrados à distância e fora do estabelecimento, e pela Lei nº 47/2014, de 28 de julho, que introduz alterações à Lei de Defesa do Consumidor.

Produto Defeituoso

Tem o direito à reparação e à substituição de bens com defeito.

Os produtos defeituosos devem ser reparados ou substituídos gratuitamente

Se um produto comprado na UE, numa loja tradicional ou através da Internet, for diferente daquilo que foi anunciado ou não funcionar corretamente tem direito, à sua reparação gratuita, substituição, redução do preço ou ao reembolso do que tiver pago (nalguns países poderá não ter o direito de escolha entre estas diferentes opções). Pode exercer esse direito durante dois anos a contar da data da compra na loja ou da data em que o produto lhe tiver sido entregue.

Resolução do Contrato

Tem o direito de devolver bens comprados através da Internet num prazo de 14 dias.

Pode devolver as compras que efetuar pela Internet no prazo de duas semanas.

Tem 14 dias para mudar de opinião sobre uma compra que tiver efetuado. Assim, caso tenha sido pressionado a comprar algo, tenha encontrado entretanto um negócio melhor ou simplesmente tenha mudado de opinião sobre algo que comprou pela Internet, pode sempre devolver o produto em causa no prazo de duas semanas, obtendo o reembolso do que pagou. Lembre-se que para receber o reembolso integral o produto deve ser restituído em condições de poder voltar a ser vendido, pelo que pode examiná-lo mas não pode utilizá-lo. Por exemplo, se tiver comprado um par de sapatos, pode experimentá-los em casa mas não pode usá-los na rua.

Fonte: Centro Europeu do Consumidor Portugal